segunda-feira, 11 de novembro de 2019

"O governo de Afonso foi ruim", disse o vereador Oscar Paulino.

Uma frase dita durante a sessão da Câmara Municipal de Macau na noite de hoje vai dar o que falar na família do prefeito Túlio Lemos.

É que o vereador Oscar Paulino ao avaliar as gestões dos ex prefeitos de Macau disse que a gestão do médico Zé Antônio, foi excelente para o distrito de Diogo Lopes, disse que Flávio Veras não foi tão bom para o distrito, mas que foi muito bom para Macau.
O vereador disse ainda que o ex prefeito e já falecido Tatá não teve oportunidade de governar direito devido a problemas de saúde.
Ao ser questionado como ele avaliava o governo de Afonso Lemos, pai do atual prefeito Túlio Lemos, Oscar foi ligeiro em responder: "Foi ruim, não foi um bom governo não".
Certamente essa frase do decano da Câmara dos vereadores de Macau vai gerar atritos em Afonso que se diz ser apaixonado por Macau. E no seu filho, Túlio Lemos, que tentar ser, sem sucesso, o bom prefeito que seu pai não foi.
A pergunta que todos estão se fazendo é:
Será que Oscar disse isso de caso pensando?
E será que Oscar vai ter sua imagem atacada por algum fake do governo?
Cenas para os próximos capítulos.

É isso aí!
Por Leandro de Souza

O vereador Marcos Cabral presidiu a sessão desta segunda-feira em Macau.

O vereador, e vice presidente da Câmara Municipal de Macau, Marcos Cabral, presidiu a sessão ordinária na noite desta segunda-feira.

O motivo de Marcos assumir a presidência da sessão foi um problema de saúde da presidente Dyana Lira.
Marcos cumpriu o regimento e foi saudado pelos vereadores presentes.
Esta não é a primeira vez que Marcos assume a cadeira de presidente, em outras oportunidades o vereador já tinha demonstrado pulso firme para manter a casa em ordem.

É isso aí!
Por Leandro de Souza

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Sextou no Spettos Nobre e tem promoção de cerveja.

Sua melhor sexta feira é no Espetos Nobre em Macau.

E hoje tem promoção imperdível de cerveja.

Bohemia, garrafa de 600 ml por apenas R$5,99.
Stella Artois garrafa de 550 ml por apenas R$ 7,99.
Brahma Chopp garrafa de 600 ml por apenas R$ 4,99.

O Spettos Nobre fica localizado em frente ao Tatazão em Macau.
Organização Naldinho Nobre.

É isso aí!

Conheça a melhor padaria de Macau, Pão e Cia.

Se você ainda não conhece a melhor padaria de Macau, não perca mais tempo.

Passe na Padaria Pão e Cia na rua Dr Abelardo de Melo e experimente todas as delícias.
São pães, bolos, salgados, cuscuz, sopas, pamonhas, canjica, tapiocas e muito mais.
Organização Fabinho.

É isso aí!

A Uniq Modas em Macau está com um bazar incrível só hoje e amanhã.

Somente nesta sexta e sábado você aproveita o bazar da Uniq Modas em Macau. 

São roupas da moda a preço de custo para vocês. Tem peças a partir de R$ 10,00. 
Não perca essa oportunidade de economizar e mudar seu guarda roupa.
São mais de 150 peças com descontos que vai de 50% até 70%.
A Uniq Modas fica localizada no centro da cidade, em frente a Câmara Municipal.
Além do bazar, todo o resto da loja esta com desconto também 
Bijuterias com desconto de 50%
Moda masculina com 20% de desconto nas compras à vista.
Moda feminina com 15% de desconto. 
Roupas que eram R$15,00 agora estão por apenas R$13,00.
Aproveite!

É isso aí!

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Emenda à Lei Orgânica do Município aumenta representatividade da Câmara Municipal de Guamaré.

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Guamaré (CMG) desta terça-feira, 05, foi votada em segundo turno a Proposta de Emenda à Lei Orgânica do Município que vai aumentar de 09 para 11 o número de vereadores no município. O projeto foi assinado pelos vereadores Eudes Miranda (presidente), Ednor Albuquerque e Miranda Júnior.

Antes da apreciação no plenário, a matéria foi analisada na Comissão de Constituição, Justiça e Redação da casa e recebeu parecer favorável à constitucionalidade do relator, o vereador Carlos Câmara.  O presidente da Câmara Municipal, vereador Eudes Miranda enfatizou que não haverá aumento de despesas, já que o duodécimo (repasse orçamentário do Executivo) da Câmara continuará o mesmo. 
“O que vai aumentar é a representatividade da Casa. Teremos mais dois vereadores custeados pelo mesmo duodécimo que é repassado mensalmente pelo Poder Executivo. Não haverá aumento de despesas. A Câmara vai ter que se adequar com o mesmo duodécimo para atender aos 11 vereadores”, ponderou.
De acordo com o presidente Eudes Miranda, a quantidade de vereadores da Câmara é guiada por um estudo populacional realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “O aumento de cadeiras tem amparo constitucional, com base na quantidade de habitantes”, concluiu. As duas novas cadeiras serão ocupadas a partir de 1º de janeiro de 2021.
A votação da matéria obedeceu ao rito que estabelece a Constituição Federal, no seu artigo 29, sendo apreciada em duas votações, com intervalo mínimo de dez dias entre as sessões. O artigo também define que a aprovação deve acontecer com o aval de no mínimo 2/3 dos parlamentares.

É isso aí!
Fonte: Assecom-CMG
Fotos: Alexandre Barbosa

Ministério Público pede indeferimento de Ronaldo Venâncio em Ceará Mirim.

O município de Ceará Mirim está em plena campanha para eleição suplementar que ocorrerá no próximo dia 1° de dezembro.

Um dos candidatos a prefeito é o vereador Ronaldo Venâncio que ocupa o cargo de prefeito interino do município.
Mas as notícias não são nada animadoras para Ronaldo, é que o Ministério Público pediu o indeferimento da candidatura de Ronaldo Venâncio, tendo em vista o mesmo possuir reprovação de contas de anos em que foi presidente da Câmara dos vereadores de Ceará Mirim. Ao todo são 8 contas reprovadas e consequentemente 8 processos contra Ronaldo, alguns já transitado e julgado com condenações a devolver o dinheiro aos cofres públicos. 
O Tribunal de Contas do Estado solicitou e o município já executou R$ 292.447,41 e pede que Ronaldo devolva esse valor aos cofres públicos. O fato consolida cada vez mais a mira da inelegibilidade no início da campanha do prefeito interino. 
Os oito processos de reprovação no TCE quando Ronaldo Venâncio era o gestor da Câmara Municipal são: Prestação de Contas 8259/2006, 4966/2007, 11.943/2006, 12.855/2007, 1708/2008, 700359/2010, 277/2011 e 701515/2011.

Um dos processos em questão é o da prestação de contas da presidência da Câmara em 2005, motivo da ação de impugnação do MP e Ceará-Mirim. Em 2007 foi aberto procedimento, pelo Tribunal de Contas do Estado em 2012. Ronaldo recorreu, mas em 2018, o TCE julgou improcedente o seu pedido. O valor recente de R$ 126.706,26 foi a origem do processo nº 012855/2007, transitado e julgado em agosto de 2018.

É isso aí!
Por Leandro de Souza

"Eu sonho todo dia em tirar o prefeito, seja com o voto de vereadora ou na urna", disse Dyana.

A presidente da Câmara Municipal de Macau, Dyana Lira, usou a tribuna da Câmara na última sessão ordinária desta quarta feira para demostrar toda sua insatisfação com a atual gestão do poder executivo municipal.

"Eu sonho todo dia em tirar o prefeito, se eu não puder tirar com meu voto de vereadora, vou tirar com meu voto na urna...eu tenho esse direito porque eu votei pra ele estar lá, eu pedi voto pra ele, ele não pediu voto pra mim, mas eu pedi voto pra ele...então hoje eu sonho todo dia em poder tirar ele, porque ele prometeu tudo ao povo de Macau e não cumpriu nada".  Falou Dyana.
Dyana engrossou o caldo de um movimento que ganha força a cada dia que passa que é o afastamento do prefeito Túlio Lemos. Pelas ruas da cidade não se fala em outra coisa a não ser no anseio popular em tirar o pior prefeito da história de Macau do cargo.
Para Dyana o que Túlio diz não se escreve, e o povo precisa de alguém de palavra como prefeito, alguém que cumpra o que prometeu e que trate o povo com o respeito que merece ser tratado.

É isso aí!
Por Leandro de Souza

"Pode trazer que quem assina sou eu", disse Ceição sobre afastamento de Túlio.

A vereadora aliada do prefeito Túlio Lemos, Ceição Lins, interrompeu o vereador de oposição Jairton Medeiros Pintinho, durante o uso da tribuna na sessão desta quarta feira, no momento em que o mesmo falava sobre denúncias que podem levar ao afastamento do prefeito Túlio Lemos.

Ceição perguntou ao vereador se ele tinha uma denúncia bem fundamentada contra o prefeito Túlio Lemos para apresentar, e ouviu de Pintinho que sim, que a oposição tinha uma denúncia muito bem fundamentada para apresentar, mas precisava do apoio de mais vereadores para pedir o afastamento do prefeito.
A resposta da vereadora Ceição foi rápida: "Então traga essa denúncia que quem assina ela sou eu". Muitos macaueses acreditam que a vereadora aliada do prefeito disse que assinava a denúncia como forma de pressionar o prefeito a atender seus pedidos, como se diz no jargão popular, valorizar o passe.
O fato é que só saberemos se Ceição Lins assinará ou não a denúncia e consequentemente o pedido de afastamento do prefeito Túlio Lemos quando ela for apresentada, afinal em relação a política o povo está igual a São Tomé, só vendo pra acreditar.

É isso aí!
Por Leandro de Souza

"Não existe saída pra Macau sem passar pelo afastamento do prefeito", disse Pintinho.

O vereador Jairton Medeiros Pintinho usou a tribuna da Câmara durante a sessão desta quarta feira para falar da crítica situação administrativa que a cidade se encontra.

Segundo Pintinho o caos administrativo de Macau chegou ao limite, prédios públicos tendo sua energia cortada, servidores sem saber quando recebem seus pagamentos, aposentados também, enquanto isso o prefeito paga integralmente a alguns fornecedores e deixa pra negociar com o salário dos servidores.
Pintinho afirmou que para se buscar uma saída de Macau do fundo do poço o afastamento do prefeito Túlio Lemos tem que se concretizar, seja por vias judiciais, seja pela Câmara ou seja por ato político.
O vereador falou também sobre o acordo que o prefeito fez junto a COSERN para conseguir religar a energia dos prédios públicos, foram 460 mil divididos em 4 parcelas, sendo 3 parcelas durante o mês de novembro, para o parlamentar é óbvio que o prefeito não conseguirá cumprir esse acordo sem prejudicar ainda mais o salário dos servidores.
"Macau é um trem desgovernado, sem maquinista, antes eu dizia que o homem que sentava na cadeira de prefeito estava administrando mal a cidade, hoje a situação é pior, hoje a cadeira está vazia". Finalizou o Vereador Jairton Medeiros Pintinho.

É isso aí!
Por Leandro de Souza 

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

BOMBA: Vereadores aliados de Túlio teriam cobrado dinheiro para derrubá-lo em Macau

Uma reunião realizada entre vereadores da cidade de Macau vem dando o que falar. Segundo fontes fidedignas, a reunião teve a presença de vereadores da oposição e de vereadores aliados do prefeito Túlio Lemos.
Maria Bonita e Lampião, imagem meramente ilustrativa, qualquer semelhança com a vida real terá sido mera coincidência

Segundo nossas fontes a pauta da reunião foi o caos administrativo que vive a cidade, e o que os vereadores unidos poderiam fazer para ajudar a solucionar o problema. Foi consenso entre os vereadores que o prefeito Túlio Lemos deveria ser afastado pela Câmara devido a inúmeras  irregularidades que vinha cometendo em baixo do nariz de todos, até da justiça e do MP, até aí tudo bem.
O problema começou quando um vereador veterano da casa começou a barganhar seu apoio para concordar com o afastamento do prefeito, mesmo sabendo das irregularidades o "Vereador Cabra da Peste" queria algo em troca, seja cargos ou uma compensação financeira para votar pelo afastamento do prefeito.
Diante da recusa dos demais vereadores que se sentiram ofendidos achando que estavam sendo chantageados o "Vereador Virgulino" disse que sem receber algo em troca podia deixar o prefeito Túlio Lemos no poder, mesmo sabendo das várias irregularidades que ele vem cometendo.
O vereador Kekel, integrante da oposição e que participou da reunião afirmou na sessão da câmara de hoje que "eles cobraram muito alto." Em relação a vereadores da situação que pretendiam ganhar algo em troca pra votar pelo afastamento do prefeito. 
O descontentamento do vereadores da situação com o prefeito Túlio Lemos é nítido, todos andam se queixando do prefeito, mas nenhum quer largar o osso pensando no bem de Macau, como diz o ditado popular: "Farinha pouca, meu pirão primeiro" e o povo? ah! o povo que se dane, o salário dos vereadores aliados do prefeito está em dia.

É isso aí!
Por Leandro de Souza