quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Conheça os bastidores da polêmica exoneração da Secretária de Educação de Macau.

Após passar um ano e sete meses a frente da pasta da educação da cidade de Macau, Eliane Han foi exonerada de forma covarde na calada da noite sem ao menos ter sido comunicada antes, e concedeu uma entrevista exclusiva ao Blog É isso aí RN!

Conheça agora os bastidores da exoneração da Secretária de educação de Macau:
"Eu estava preparando minha equipe para entregar o cargo após o término do ano letivo para que os alunos e profissionais da educação não fossem prejudicados com a troca de secretário no meio do ano... Em meados de outubro após ser convocada pela Câmara de Vereadores parar prestar esclarecimentos sobre a deficiência do transporte escolar eu comecei a me documentar, senti esta necessidade e pedi o distrato da empresa terceirizada responsável pelo transporte escolar e determinei que os ônibus não iriam mais servir para outros meios que não fossem o transporte escolar, os ônibus teriam que ser exclusivos dos alunos, porque o que estava acontecendo era que os ônibus saiam nos finais de semana para passeios, igrejas, eventos fora da cidade e quando voltavam estavam sujos e sem manutenção e este era um dos motivos dos ônibus não suportarem o dia a dia do aluno... Então eu quis proibir isso e o gestor não se agradou da minha postura... ... Então no dia 24 de outubro eu fui chamada pelo chefe de gabinete, o Sr. Bosco Afonso, que me falou que o prefeito não estava satisfeito com minhas ações e com o meu trabalho, e eu perguntei o motivo, ele falou que eram vários motivos, então eu pedi pra ele elencar os motivos e a única justificativa que ele me deu foi o ofício que eu fiz proibindo os ônibus escolares de serem usados nos finais de semana para outras coisas... Então eu disse a ele que se o prefeito não estava satisfeito ele tinha todo o direito de me exonerar, no entanto eu o pedi para que aguardasse o final do ano letivo para concluir o calendário anual e ele aceitou e pediu para eu solicitar uma reunião para o dia 28 com o prefeito. Enviei mensagem ao prefeito para marcar essa reunião mas ele não respondeu... Mandei outra mensagem dia 25 pra marcar essa reunião e mais uma vez ele não respondeu, foi então que para minha surpresa eu soube a notícia da minha exoneração através do blog do Sr. Theu Maia, faz mais de 40 dias que eu não consigo falar com o prefeito... Eu fui exonerada sem ser comunicada enquanto estava tentando marcar uma reunião com o prefeito, eu soube da minha exoneração através de um blog e isso eu não me admito nunca, ele quem foi me buscar em Natal então ele devia ter a dignidade de me deixar fazer um trabalho e ter a honestidade de dizer que não queria mais os meus serviços, mas deveria ter comunicado a mim e não a terceiros, isso eu não admito, eu não sairei como uma incompetente, nem como inimiga, e nem vou entrar em jogo político... Eu penso que o prefeito tem o ego muito grande, o ego dele é como se ele dissesse: 'quem manda sou eu então eu vou fazer do jeito que eu quero', então quando ele me demite é pra sair por cima, pra dizer que me demitiu porque eu não atingi os objetivos, porque não fiz nada e que eu sou incompetente, e eu não aceito isso... Eu não saio pela minha incompetência não, nunca! Eu sai porque comecei a pedir o que era correto, mas o ego é muito grande então simplesmente ele me demitiu... Ele me ajudou muito no primeiro ano, mas depois começaram as várias falhas... Eu comecei a pedir, a cobrar, eram muitas denúncias do Ministério Público, muitas reclamações dos cidadãos, professores, alunos, Câmara, mas eu tenho o meu limite, muita coisa eu não fiz porque meu limite esbarrou quando começou o limite dele... Os eleitores da base do prefeito me chamavam de ignorante, que não sabia falar, então eu fui somando tudo isso e eu tenho um nome a zelar e não podia mais deixar que isso acontecesse... Então isso tudo foi somando pra eu deixar a educação de Macau, mas deixar responsavelmente, no final do ano, com tudo pronto, fornecedor pago, merenda, gás etc... Era muito desgastante trabalhar com pessoas que não recebiam seus salários, tivemos várias reuniões com o MP e eles deram várias soluções pra esses casos e não foi feito nada... Eu também não recebia em dia e estou saindo com algum atraso de pagamento e esse servidores que trabalhavam sem receber me angustiava muito e eu não aceitava, batia de frente, falava mesmo, é inadmissível trabalhar sem receber, as pessoas precisam comer, as pessoas tem família, é muito sério isso... Esse foi um dos fatores principais dele ter me demitido, porque eu cobrava mesmo, eu não me calava e quem cobra é chato." Finalizou a ex secretária de educação de Macau, Eliane Han. Sem dúvidas o gestor mostra sua incompetência quando exonerar um secretário de educação faltando apenas 38 dias para o término do ano letivo, principalmente neste momento, onde nosso município passa por uma situação tão delicada, como a falta de servidores!

É isso aí! 
Por Leandro de Souza
Reações:

0 comentários: